CUIDADOS COM A HIPERTENSÃO

• Mantenha seu peso ideal para a sua idade;
• Leia os rótulos dos alimentos escolhendo sempre aqueles com as menores quantidades de sódio, gorduras totais e gorduras saturadas. Ingredientes como bicarbonato de sódio, fosfato de sódio, glutamato monossódico, hidróxido de sódio, sulfato de sódio, ciclamato de sódio e sacarina sódica devem ser evitados.
• Pratique exercícios físicos regularmente, com orientação de um professor de educação física.

EVITE:
• Sal, alimentos enlatados e outros alimentos industrializados ricos em sódio, como sopas, temperos e caldos concentrados de galinha, carne, bacon ou verduras; conservas e enlatados (picles, aspargos, cogumelos, azeitona, palmito, salsicha, sardinha, milho, extrato e molho de tomate), bacalhau, carne de sol, charque, queijos comuns, maionese, catchup, embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, presunto, apresuntado e salame), margarina ou manteiga com sal, snacks salgados.
• Saleiro à mesa.
• Alimentos e preparações gordurosas: maionese, manteiga, margarina, frituras em geral, massas folhadas, conservas em óleo, preparações sauté, biscoitos recheados, massas com molhos e recheios cremosos.
• Carnes e derivados gordurosos: torresmo/ toucinho, pele de aves, peixes gordos (sardinha, arenque, salmão, atum), carne bovina gorda (cupim, filé mignon, contra filé, lagarto), carne de porco, rabada, caldo de mocotó, salsicha, lingüiça, bacon, presunto, mortadela, salames, feijoada, estrogonofe, empanados e molhos de carnes.
• Refrigerantes de qualquer tipo. O convencional tem altas quantidades de açúcar e ambos possuem altos níveis de sódio, especialmente os light e diet.

PREFIRA:
Temperos como limão, alho, cebola, gengibre, açafrão, cheiro-verde, ervas, pimentas, vinagre, gergelim e azeite de oliva extra virgem.
• Preparações com baixo teor de gordura: cruas, cozidos em água ou vapor, grelhadas sem óleo, assadas, ensopadas com pouco óleo.
• Óleo vegetal tipo canola, soja, girassol, milho ou arroz no preparo de alimentos.
• Todos os tipos de hortaliças e frutas, crus ou cozidos na água ou no vapor, sem adição de óleos, creme de leite, maionese ou similares.
• Carnes com baixo teor de gordura, como patinho, coxão mole, coxão duro, alcatra sem capa de gordura e peito de ave sem pele. Retire a gordura aparente das carnes e a pele do frango quando for consumir.
• Peixes magros (pescada, merluza, bacalhau, robalo, trilha, linguado, badejo, cherne, garoupa, bonito, namorado, congro-rosa, vermelho, espada) e peixes ricos em gorduras saudáveis, como salmão, anchova, atum, cavala e sardinha.
• Ovos cozidos, pochês ou mexidos no leite desnatado ou na água, no lugar do ovo frito.
• Leite e derivados light ou desnatados: iogurte desnatado, requeijão light, coalhada light, ricota, queijo minas light e cottage.
• Cereais e derivados integrais (pães, arroz, massas, biscoitos, farinhas) e leguminosas (feijões, lentilha, grão-de-bico, ervilha e soja). Eles são ricos em fibras solúveis e insolúveis e antioxidantes que reduzem o risco de complicações cardiocirculatórias.
• Adoçantes à base de sucralose, frutose ou estévia. Faça um rodízio entre eles para evitar possíveis efeitos cumulativos.
• Castanhas em geral, abacate, açaí, linhaça e gergelim, ricos em gordura monoinsaturadas e fibras.
• Alimentos ricos em potássio: melão, água-de-coco, inhame, batata-doce, feijão preto, lentilha, abóbora, cenoura, chicória, couve-flor, vagem, espinafre, nabo, rabanete, abacate, banana, ameixa, laranja, mamão, maracujá.


CUIDADOS COM A DIABETES

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA O DIABÉTICO:
• Frutas e vegetais frescos;
• Pão e cereais integrais;
• Feijão e legumes;
• Arroz integral, cevada e aveia;
• Alimentos com pouca gordura e sal.

EVITE:
• Carne com gordura;
• Leite integral;
• Queijo gorduroso;
• Fritura;
• Fast-food;
• Bebidas alcoólicas.

CUIDADOS QUANDO FOR COMER FORA DE CASA:
• Saiba com antecedência o que será servido. É o caso até de levar algo de acordo com o seu plano alimentar;
• Nos restaurantes, ao invés de frituras, peça alimentos assados ou grelhados;
• Prefira saladas e tempere-as você mesmo. Peça tempero separado;
• Sempre leve um lanche com você em caso de seus planos terem sido mudados na hora de comer.

PROCURE CONTROLAR:
• A hora de suas refeições;
• Os alimentos que come;
• A sua quantidade;
• Fazer exercícios com regularidade;
• Tomar os medicamentos necessários.

EXERCÍCIOS FÍSICOS:
Fazer exercícios aumenta a sensibilidade do corpo à insulina e, portanto tendem a diminuir a glicose no sangue contribuindo no controle do diabetes. Exercícios regulares e programados são melhores porque impactos intensos, podem trazer problemas para o controle da glicose no sangue (Hipoglicemia).

OS EXERCÍCIOS AJUDAM A:
• Baixar o nível de açúcar no sangue;
• Evitar as enfermidades do coração;
• Controlar a pressão arterial;
• Sentir-se melhor e ter melhor aparência;
• Reduzir a tensão (estresse);
• Diminuir os níveis de gordura no sangue;
• Diminuir a necessidades de insulina ou comprimidos;
• Controlar o peso.

EXERCÍCIOS INDICADOS:
• Caminhar;
• Andar de bicicleta;
• Nadar;
• Dançar.

CUIDADOS NECESSÁRIOS:
• Fale com seu médico antes de começar a fazer exercício físico para saber qual o mais adequado para você;
• Leve sempre uma identificação médica, pois em caso de emergência, as pessoas saberão que você é diabético;
• Tente fazer os exercícios regularmente e de maneira freqüente, ou seja no mesmo horário (de 20 a 30 minutos) e todos os dias se possível;
• Use calçados confortáveis que se adaptem bem aos seus pés e sejam apropriados para a atividade;
• Pare de fazer exercícios se tiver sensação de desmaio ou dor ou dificuldades de respirar. Caso seja necessário, entre em contato com o seu médico;
• Leve sempre consigo alimentos com açúcar de ação rápida quando fizer exercícios, como por exemplo, doces, bolachas, balas de açúcar;
Caso tenha os sintomas de nível baixo de açúcar, coma logo um destes alimentos ou, caso necessário, entre em contato com o seu médico.